blackblack

#fora bolsonaro genocida

Delação premiada afirma propina para Governador

Contratado pelo PL para questionar eleição tinha patente de urna para voto impresso

Inpi concedeu patente em 2005. Equipamento foi batizado de "urna descartável de voto". Metrópoles revela detalhes.

O engenheiro Carlos Cesar Moretzsohn Rocha, dono do Instituto Voto Legal (IVL) – contratado pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, para descredibilizar as urnas eletrônicas –, conseguiu uma patente sobre a chamada “urna descartável de voto”. O equipamento, na prática, acomoda o voto impresso.

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) concedeu o direito de propriedade do equipamento a Carlos Rocha em março de 2005, cerca de nove anos depois de o pedido ter sido protocolado. A patente, no entanto, foi extinta em setembro de 2012, em razão do prazo de vigência de proteção legal.

Carlos Cesar Moretzsohn Rocha, dono do Instituto Voto Legal (IVL)